eSports

CS:GO: Em jogo eletrizante, FURIA vence a NIP na EPL

Fechando este sábado (4) verde e amarelo no CS:GO, a FURIA jogou pela quarta rodada da ESL Pro League Season 14 e enfrentou a NIP, de Nicolai ‘device’ Reedtz. Em um jogão, que durou mais de 3h, o time brasileiro conseguiu a vitória na série por 2-1.

+Team Liquid está sorteando uniformes para quem se vacinar contra Covid-19
+CS:GO: coldzera negocia com FURIA, mas com restrição, aponta site

Com o resultado, a FURIA respira na competição e ainda tem chance de passar para os playoffs. Agora, o time do coach Nicholas ‘guerri’ Nogueira, que está jogando como stand-in, vai encarar a Liquid amanhã (5), às 15h. Só a vitória manterá os furiosos vivos no torneio. A situação da chave pode ser resumida neste post de Janko ‘YNk’ Paunovic.

Tradução: Se a NIP acabar perdendo para a FURIA aqui, eles precisarão vencer a Gambit amanhã e torcer para a FURIA perder contra a Liquid para chegar aos playoffs.

Haja coração!

O mapa de escolha da FURIA – que começou de TR – para o confronto foi a Nuke. O início da partida foi bastante disputado. Enquanto a NIP venceu o pistol e abriu 3-0, os furiosos levaram o primeiro armado e, com mais dois pontos seguidos, buscou o empate. Depois disso, mais dois rounds sequenciais para cada lado e o placar ficou 5-5. Foi quando o time europeu conseguiu se impor na defesa e abriu 9-5, mas a FURIA levou o último ponto da metade, mantendo o mapa equilibrado.

Quando passou para lado CT, os brasileiros venceram o pistol. Só que a NIP conseguiu encaixar o forçado e mais três rounds seguidos, abrindo 13-7. Contudo, a partir do armado no segundo half, a FURIA se fechou e não cedeu mais nenhum ponto aos adversários, fechando o mapa em 16-13.

Passando para Ancient, a FURIA começou de CT e perdeu o pistol. Só que o time brasileiro conseguiu segurar uma entrada na B no round seguinte e, a partir daí, passou a dominar a partida. Os furiosos perderam somente mais três pontos durante toda a metade inicial e abriu uma boa vantagem, 11-4.

Depois da troca de lados, no entanto, a NIP mostrou que também possui um excelente CT no mapa. Os suecos pontuaram oito vezes consecutivas no início do half e viraram o placar para 12-11. A FURIA conseguiu parar essa sequência vencendo três pontos seguidos e voltou a liderar o placar, 14-12. Só que a NIP devolveu na mesma moeda e ficou com a vitória na partida por 16-14.

A Mirage ficou como mapa decisivo da série. Sem se abalar com a derrota na Ancient, a FURIA largou bem de CT e abriu 5-0 no placar. A NIP venceu três rounds seguidos e tentou manter o jogo equilibrado. Só que os brasileiros voltaram a controlar as ações no mapa e perdeu apenas mais uma rodada antes de terminar a metade na frente por 11-4.

O último half do confronto começou com a FURIA ganhando o pistol e abrindo 14-4 no marcador. Tentando repetir o feito do segundo mapa, a NIP não se entregou e conseguiu cinco pontos consecutivos para diminuir o prejuízo para 14-9. Só que a FURIA freou a reação sueca pontuando duas vezes em sequência para fechar o jogo por 16-9.

Continue lendo

Artigos relacionados