eSports

LoL: Schalke confirma saída da LEC; preço da vaga beira os R$ 200 milhões, diz jornal

A temporada 2021 será a última do Schalke 04 na liga profissional europeia (LEC) de League of Legends. Segundo o jornalista Dirk Schlarmann, da Sky Sports alemã, o gerente da organização, Alexander Jobst, comunicou que a agremiação colocou a vaga na competição à venda, já que não estará mais presente nos esports no início de 2022.

+ Vivo Keyd oficializa a contração dos ex-Desempregados
+ Cruzeiro Esports anuncia elenco feminino de VALORANT
+ Botafogo anuncia entrada no VALORANT

O preço estipulado para a vaga, de acordo com o jornal alemão BILD, é de € 30 milhões, equivalente a R$ 184 milhões na cotação atual. Caso venda a este valor, o clube teria um lucro de € 8 milhões – quase R$ 50 milhões – já que a comprou um lugar na LEC por € 22 milhões.

A confirmação da venda da vaga acontece quase três meses após o L’equipe e o Dot Esports reportarem que o Schalke 04 poderia precisar se desfazer do espaço que tem na LEC por conta de problemas financeiros.

Na época, em menos de um ano, a dívida do Schalke 04 subiu para € 200 milhões e, em junho passado, o então presidente do clube, Clemens Tönnies, renunciou ao cargo após se envolver em uma série de polêmicas, como fala racista e ver um dos próprios empreendimentos registrar mais de 1.500 funcionários testando positivo para o novo coronavírus.

Também naquele momento, segundo o Dot Esports, a direção do Schalke 04 havia informado internamente sobre a possibilidade de ter que vender a vaga com o objetivo de aliviar as contas do clube no curto prazo. A decisão, contudo, não era definitiva.

Neste ano, o Schalke terminou a primeira etapa da LEC 2021 na quarta colocação após perder para Rogue na Rodada 3 da repescagem do mata-mata. Já na atual edição da competição, divide a sexta colocação com Excel, fnatic e Vitality já que ambas venceram uma e perderam outras duas partidas.

O Schalke 04 está presente no League of Legends desde 2016, quando começou a competir no MOBA da Riot Games após adquirir a vaga da antiga LCS Europe que pertencia à Elements. O clube chegou a cair para o Challengers Europe, a antiga 2ª divisão, mas conseguiu retornar e desde então, nunca deixou de participar da liga europeia, sendo inclusive um dos fundadores do modelo sob franquias.

Continue lendo

Artigos relacionados