Tecnologia e Ciência

Preview Little Nightmares II – uma jornada deliciosamente macabra

Em outubro de 2020, a desenvolvedora Tarsies Studios e a publisher Bandai Namco deixaram o Halloween mais divertido com a primeira demo de LIttle Nightmares II, continuação do macabro jogo indie de 2017.

Mesmo curta, a build já serviu para dar um gostinho do que os jogadores poderiam esperar, e agora, um segundo preview foi lançado, trazendo os primeiros dois capítulos desta nova jornada sinistra, e sinceramente, o hype só aumentou!

Os pesadelos que assombram a infância

Tudo começa com o pobre Mono, nosso novo protagonista, em uma floresta que poderia ser considerada bonita, caso não estivesse cheia de armadilhas, um saco com pessoas capturadas, e até uma jaula que parece apresentar os restos mortais de uma criança desafortunada.

Pequeno e franzino, o menino precisa avançar com cuidado para evitar uma morte terrível, principalmente ao adentrar a cabana do Caçador responsável pelos ardis encontrados nesta área.

Por sorte, ele logo encontra Six presa no porão, e após libertá-la, pode contar com sua ajuda para resolver puzzles impossíveis para apenas uma criança mirrada, uma parceria muito importante para que os dois possam cruzar o local em segurança e escapar das garras do inimigo.

(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)Fonte:  Bandai Namco 

Com muito custo, e diversos momentos de pura taquicardia, os dois conseguem fugir da floresta sombria, indo parar em uma cidade fantasma, cujos únicos resquícios de seus habitantes são roupas e sapatos espalhados por todos os lados.

Mas as desventuras estão só começando, pois logo eles se veem em uma escola digna dos piores pesadelos de qualquer um, com uma professora que não vê a hora de devorá-los e bizarros alunos chamados de bullies, doidos para acabar com a vida dos jovens.

(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)Fonte:  Bandai Namco 

Se tem uma coisa que Little Nightmares II acerta em cheio é a sensação de desespero e impotência ao longo do gameplay. Os inimigos, os cenários e até mesmo as armas disponíveis são muito maiores do que nossos protagonistas, passando uma sensação de fragilidade extrema, tornando cada avanço completamente agonizante.

Não sei quantas vezes minhas mãos suaram e me vi torcendo para não ser vista ao tentar passar sorrateiramente pelas criaturas macabras, e o controle vibrando em sincronia com os batimentos acelerados do garotinho só reforça ainda mais a angústia.

(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)Fonte:  Bandai Namco 

Além disso, em vários momentos vemos a dificuldade das crianças para interagir com itens grandes e pesados, e até mesmo para atacar os inimigos. É preciso calcular o momento certo do golpe, pois os bracinhos de Mono não possuem a força necessária para desferir uma pancada atrás da outra, e isso pode levá-lo ao seu fim.

O game traz uma verdadeira imersão na luta pela sobrevivência, com todo o desalento de enfrentar um mundo cruel e muito mais poderoso, que parece não ver a hora de encerrar a jornada dos pequeninos.

A amizade que soluciona problemas

Assim como seu antecessor, Little Nightmares II acerta em cheio nos puzzles. Eles são muito intuitivos e divertidos, então mesmo em situações mais assustadoras, não fica difícil encontrar sua saída para a próxima parte.

E vale lembrar que Mono pode ter o espírito de um lutador, mas seu corpinho com certeza não é o mais forte e resiliente de todos. Por isso, é preciso prestar muita atenção no cenário e escolher os pontos certos para descer de locais altos, ou nosso protagonista pode acabar morrendo.

(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)Fonte:  Bandai Namco 

A ajuda de Six também é bem importante para alcançar lugares mais altos, empurrar objetos pesados, realizar grandes pulos e até segurar inimigos, o que a torna uma excelente companheira no meio dessa confusão toda.

A possibilidade de combate também é uma mecânica muito interessante, e mesmo com as dificuldades do garotinho em empunhar as armas, é divertido poder revidar e se defender em alguns momentos, e não simplesmente fugir e se esconder o tempo todo.

Vale a pena?

Bom, eu joguei apenas dois capítulos e não vejo a hora de poder aproveitar o jogo completo em fevereiro! Os gráficos estão lindos e o gameplay é interessante e envolvente, com as duas horas necessárias para completar a build passando antes mesmo que eu percebesse.

(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)(Fonte: Bandai Namco/Divulgação)Fonte:  Bandai Namco 

Pelo que pude ver da história, teremos uma aventura tão macabra, ou até mais, do que o primeiro título, e que com certeza vai garantir boas horas de diversão. Para quem é fã de puzzles e terror, este título com certeza pode ser uma excelente escolha de jogatina no mês que vem!

Little Nightmares 2 será lançado para PC, PS4, Xbox One e Switch em 11 de fevereiro.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo