Tecnologia e Ciência

Câmera ultraveloz do Caltech grava vídeos da luz se movendo em 3D

O Caltech (Instituto de Tecnologia da Califórnia) anunciou ontem (16) em seu site que os seus pesquisadores descobriram uma forma de gravar vídeos de luz se movendo em três dimensões.

Conduzido pelo professor Lihong Wang, o experimento envolveu não apenas a criação de uma câmera capaz de gravar à velocidade de 70 trilhões de quadros por segundo, mas também fazer isso em três dimensões.

O professor Wang batizou o novo recurso de “fotografia ultrarrápida compactada estéreo-polarimétrica de disparo único” ou SP-CUP. A tecnologia CUP significa que todos os quadros são capturados numa ação única, sem repetir o evento. Para se ter uma ideia da ultravelocidade da câmera, basta mencionar que uma câmera média de celular captura 60 quadros por segundo.

Fonte: Caltech/DivulgaçãoFonte:  Caltech 

Como funciona a nova câmera?

A nova câmera Caltech é capaz de perceber o mundo da mesma forma que os seres humanos. Quando uma pessoa olha ao seu redor, consegue perceber que alguns objetos estão mais próximas e que outros estão mais distantes.

Essa percepção de profundidade é possível porque cada um dos nossos olhos observa os objetos e seus arredores de ângulos diferentes. As informações das duas imagens registradas pelos olhos são combinadas no cérebro, que as converte numa única percepção em 3D.

A câmera SP-CUP consegue fazer essa mesma “mágica” cerebral. Segundo Wang: “A câmera é estéreo agora. Temos uma lente, mas ela funciona como duas metades que fornecem duas visualizações com um deslocamento. Dois canais imitam nossos olhos”. No caso, estes dois canais são processados por um computador e registrados num filme tridimensional.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo