Tecnologia e Ciência

Phishing: mais de 47 milhões de tentativas foram registradas em 2020

Numa entrevista ao site Canaltech nesta segunda-feira (14), o CEO da PSafe, Marco DeMello declarou que sua empresa, que é especializada em apps de segurança para celulares, identificou mais de 47 milhões de golpes de phishing somente no ano de 2020.

O executivo explicou que “os funcionários em home-office são o novo alvo predileto dos criminosos, devido ao menor grau de proteção que estes costumam ter em seus dispositivos e conexão”.

Para DeMello, esse número preocupante pode ser explicado pela forma de transmissão das operações. “Uma pesquisa recente mostrou que 57% dos brasileiros utiliza o Wi-Fi sem nenhum tipo de proteção, um prato cheio para os hackers”, disse ele.

A pesquisa

A pesquisa citada por Marco DeMello foi realizada pelo dfndr lab, laboratório de segurança especializado no combate ao cibercrime lançado pela PSafe. Realizada com uma amostra de 2.997 trabalhadores de empresas com 30 ou mais funcionários, a pesquisa apurou que 30% dos profissionais de home office não usam qualquer tipo de segurança contra sites maliciosos.

Outro fato que chamou a atenção dos pesquisadores foi que, apesar de quatro a dez entrevistados terem sido vítimas de algum tipo de malware, 14% deles continuam sem nenhum tipo de proteção em seus dispositivos após os golpes.

Risco para smartphones

Fonte: Security Information News/ReproduçãoFonte:  Security Information News 

Há também um grande risco na utilização cada vez maior dos smartphones pessoais para acessar dados profissionais e trocar informações confidenciais. Dos entrevistados na pesquisa, 42% afirmaram que foram vítimas de vírus, e 16,08% de roubo de identidade

Finalmente, uma dica útil de prevenção contra o phishing é evitar clicar em links incorporados em e-mails, pois eles podem estar carregados com um malware. Portanto, uma ação poderosa contra o phishing é ter cuidado ao receber mensagens de fornecedores ou terceiros, jamais clicando em URL’s incorporadas na mensagem.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo