Pets

Você já ouviu falar em cinomose?

É uma doença canina viral e altamente contagiosa que pode levar à morte ou deixar graves sequelas nos cachorros que se curam.

A cinomose canina é uma doença infectocontagiosa que afeta cães causada por um vírus. Ela é altamente contagiosa e costuma acometer cães que ainda não terminaram o esquema vacinal (filhotes) ou que não costumam receber o reforço anual da vacina múltipla (V8, V10, V11 ou V12). A cinomose não afeta os gatos.

Porém é possível prevenir a cinomose com a vacinação anual e assim, evitar que nossos bichinhos sofram e a transmitam para outros animais.

Nos estágios iniciais da doença, um sintoma bastante comum é a diarreia, uma vez que o sistema digestório é, geralmente, o primeiro a ser atingido. Em um estágio um pouco mais avançado da doença, o sistema respiratório é acometido, sendo observadas secreções normalmente amareladas e densas saindo pelo nariz e região dos olhos.

Na fase mais tardia da doença, acontece o acometimento do sistema nervoso central, que é quando o animal passa a ter o andar desorientado e tremores musculares que podem evoluir para crises de convulsões.

O diagnóstico de cinomose deve ser feito por um veterinário. Ele vai analisar os sinais clínicos que o cachorro apresenta e realizar exames de laboratório e radiografia, para confirmar a presença da doença. A partir disso, o profissional será capaz de indicar o melhor tratamento, de acordo com o estágio da doença em cada cachorro.

Para prevenção da doença basta realizar a vacinação anual do seu cachorro. A vacina para cinomose é encontrada na V8 , V10 e V11. No caso dos filhotes, devem receber de três a quatro doses da vacina. Após a última dose seu sistema imunológico estará apto a combater o vírus caso haja contato com ele.

Continue lendo

Marjorie Cardoso

Formada em Publicidade e Propaganda desde 2010, com experiência em TV e eventos. Apresentadora do "Programa Pet House", um programa criado para abordar assuntos relacionados aos cuidados, tratamentos, dicas e curiosidades sobre os animais. Colunista da ISN Portal.

 
Botão Voltar ao topo