Outros

Secretário estadual de Educação anuncia escola cívico-militar em Guarujá, SP

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, anunciou que a escola estadual Marechal do Ar Eduardo Gomes, localizada em Guarujá, no litoral de São Paulo, se tornará uma unidade cívico-militar. Essa será a segunda escola do modelo na Baixada Santista.

O anúncio foi feito, na tarde desta segunda-feira (19), durante uma visita do secretário a escola. O deputado estadual Tenente Coimbra (PSL), o prefeito Valter Suman e o secretário de Educação municipal, Marcelo Nicolau, acompanharam Rossieli.

A escola foi escolhida pelo Governo do Estado após a aprovação da lei de autoria do deputado Tenente Coimbra, que regula e expande as escolas cívico-militares para a rede pública estadual de ensino. Durante a visita, o deputado mostrou ao secretário de Estado as melhorias realizadas na escola.

A escola estadual atende mais de 1400 alunos do Ensino Fundamental 1 e 2 e Ensino Médio. A unidade deve se tornar cívico-militar no segundo semestre deste ano ou a partir de 2022. Porém, a data depende do resultado a audiência pública marcada para o dia 28 de maio.

O prefeito Valter Suman comemorou a conquista e afirmou que já pediu que uma escola municipal, no bairro Santa Rosa, também se transforme em cívico-militar. Além de Guarujá, a escola municipal Jorge Bierrenbach Senra, em São Vicente, já está no processo de conversão.

Escolas cívico-militares

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógico e administrativa, com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.

O Brasil conta hoje com mais de 200 escolas cívico-militares, que já indicam registros positivos da educação, após a instalação dessas unidades. São eles: a melhora no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), redução significativa na evasão escolar e o aumento de alunos estudando no ensino correto.

Escolas cívico-militares

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógico e administrativa, com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.

O Brasil conta hoje com mais de 200 escolas cívico-militares, que já indicam registros positivos da educação, após a instalação dessas unidades. São eles: a melhora no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), redução significativa na evasão escolar e o aumento de alunos estudando no ensino correto.

Fonte
G1 Santos
Continue lendo

Artigos relacionados


 
Verifique também
Fechar