Juiz de Fora

Prefeita de Juiz de Fora faz maratona de 100 dias de governo

Para marcar a data em que completa 100 dias à frente da prefeitura, Margarida Salomão fez vários anúncios e participou de inaugurações.

A prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão (PT) começou cedo nesta terça-feira, 13, a maratona dos 100 dias de governo. Ela visitou secretarias, participou de inaugurações e anunciou novos projetos. As atividades começaram às 8h, na solenidade de inauguração da nova subadutora de São Pedro, denominada Engenheiro e Professor José Roosevelt Pereira. O evento foi realizado na nova estação elevatória da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama), no bairro Carlos Chagas, que integra as obras da subadutora.

“Trabalhei ao lado de José Roosevelt durante a primeira gestão do ex-prefeito, Tarcísio Delgado. Devido ao nosso contato, posso dizer que ele sempre foi um servidor exemplar. E é isso que estamos celebrando hoje, nesses cem dias de governo: a civilidade democrática e o respeito recíproco na área pública, visto que a subadutora é fruto do trabalho de quatro administrações diferentes”, lembrou a prefeita ao inaugurar uma obra que homenageia um colega de administração pública.

Margarida Salomão também anunciou a retomada das obras de despoluição do Rio Paraibuna. A Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) e a empresa contratada para o serviço resolveram as questões contratuais pendentes e os projetos restantes já estão sendo revisados para posterior análise da Caixa Econômica Federal (CEF). Na próxima segunda-feira, 19, a CEF irá emitir seu parecer sobre o projeto de implantação de mais 2.300 metros de redes coletoras no Córrego Tapera. Com o material aprovado, a Cesama dará início ao processo licitatório da obra. Em maio, o projeto de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Santa Luzia também será encaminhado para aprovação da Caixa.

A maratona continuou com uma visita à Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), onde foi anunciada a retomada das obras do Ginásio Poliesportivo Jornalista Antônio Marcos (Ginásio Municipal). A conclusão do ginásio foi colocada no planejamento da equipe do secretário Marcelo Matta como uma das principais metas da administração. O Ginásio Municipal, que irá integrar o Complexo Esportivo Moacyr Toledo, ao lado do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, vai ser multiuso e receberá jogos de quadra como futsal, basquete, handebol e principalmente o vôlei, onde será casa do time profissional da cidade, o JF Vôlei.

Dentro das comemorações dos 100 dias de governo, foi lançado o edital “Cultura na Quebrada”, por meio do qual a Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa) vai apoiar ações e iniciativas culturais promovidas pelas comunidades periféricas de Juiz de Fora. Já nas redes sociais da fundação, que atua como gestora da cultura no município, está sendo desenvolvida a campanha “100 Dias Sem Parar”, com postagens em datas e horários variados, pelo Instagram @funalfacultura.

A proposta é mostrar que, mesmo em meio à pandemia de Covid-19 e com todas as restrições impostas, a equipe da Funalfa continua em movimento, buscando caminhos para fomentar e divulgar cultura, criar mecanismos de apoio aos artistas e produtores, construir parcerias, organizar fluxos e manter os equipamentos culturais por ela geridos.

Outro anúncio feito durante a maratona foi sobre o “Fórum Permanente para a Retomada do Turismo”, criado para preparar a cidade para a recuperação do setor em condições seguras, no período pós-pandemia. O fórum é uma iniciativa da Secretaria de Turismo da Prefeitura de Juiz de Fora (Setur/PJF), Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Circuito Turístico Caminho Novo (CTCN), em parceria do Departamento de Turismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (DPTur/UFJF), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Serviço Social do Comércio (Sesc).

O objetivo é que a retomada do setor de turismo na cidade aconteça de forma integrada entre órgãos, instituições, setores público e privado. “É esperado que, ao menos nos primeiros meses que se seguirem ao final da pandemia, as pessoas mantenham algum receio de realizar viagens por transporte coletivo, hospedar-se em estabelecimentos comerciais como hotéis, pousadas, hostels. Espera-se que fluxos intrarregionais de turistas cresça mais rapidamente em relação a viagens de longa distância e que possivelmente as regiões que foram mais bem-sucedidas no controle da pandemia convertam esse fato em uma espécie de selo que verifica a qualidade. Certamente, o turista buscará cidades “seguras” para suas viagens”, explica o secretário municipal de turismo, Marcelo do Carmo.

A agenda da prefeita segue com as comemorações dos 100 dias em vários eventos programados ao longo do dia. Entre eles, estão marcadas visitas à Secretaria de Educação e à Casa da Mulher.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo