Meio Ambiente

Pesquisa liderada por brasileira estuda potencial da lágrima de jacaré para tratar doenças oculares humanas

Um estudo liderado por uma pesquisadora brasileira, com parcerias de universidades internacionais, coleta lágrimas de jacarés e outros animais vertebrados para analisar o potencial para tratar problemas na lubrificação da visão humana.

A pesquisa liderada pela veterinária Arianne Pontes Oriá, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), está em andamento desde 2009. A especialista explica que foi necessário realizar parcerias com laboratórios internacionais para a analisar as lágrimas dos répteis por conta da falta de equipamentos no Brasil.

O jacaré-de-papo-amarelo foi a primeira espécie utilizada no experimento. A médica explica que enquanto os humanos piscam cerca de 15 vezes por minuto, espalhando lágrimas sobre a córnea para a lubrificação. Os jacarés conseguem se manter por cerca de uma a duas horas sem piscar sem ressecar os olhos.

Continue lendo

Artigos relacionados