Esporte

Tiger Woods perdeu controle do carro a 140 km/h, conclui investigação

O golfista americano Tiger Woods, 45, dirigia a uma velocidade de cerca de 140 km/h, mais que o dobro do limite autorizado, quando sofreu um acidente de carro na Califórnia em fevereiro. A informação foi divulgada pelo xerife do condado de Los Angeles nesta quarta-feira (7).

O veículo de Woods, que estava sozinho, saiu da estrada e fez várias curvas em um trecho sinuoso e descendente da rodovia em Ranchos Palos Verdes, nos arredores de Los Angeles, até atingir uma árvore e ser lançado pelo ar.

O atleta sofreu ferimentos graves na perna direita e foi submetido a uma cirurgia de emergência.

“O principal fator causal para essa colisão de tráfego foi dirigir a uma velocidade insegura para as condições da estrada e a incapacidade de contornar a curva”, disse Alex Villanueva.

Nenhuma acusação criminal será apresentada. Woods autorizou voluntariamente que os resultados da investigação fossem tornados públicos, afirmaram as autoridades.

O atleta pode ter pisado inadvertidamente no acelerador ao tentar pisar no freio após perder o controle do carro, disse o capitão James Powers, embora Woods não consiga se lembrar do que aconteceu.

Os investigadores não inspecionaram seu telefone nem fizeram exames de sangue, porque não havia sinais de embriaguez ou intoxicação, acrescentou Powers na entrevista coletiva.

O atleta passou por horas de cirurgia para corrigir lesões na perna e tornozelo direitos, que incluiu a inserção de uma barra na tíbia, além de pregos e parafusos para estabilizar a articulação.

Atualmente, ele continua a recuperação em sua casa na Flórida. Ainda não está claro se o golfista conseguirá retomar a carreira futuramente.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo