Esporte

Alejandro Sabella, ex-técnico da Argentina, morre aos 66 anos

No último fim de semana, Sabella chegou a evoluir e conseguiu até conversar com familiares, mas voltou a piorar

Aos 66 anos, morre o ex-técnico da Argentina e Estudiantes, Alejandro Sabella que estava internado desde a noite do dia 25 de novembro, em Belgrano, na Argentina, depois de sofrer complicações causadas por uma arritmia cardíaca. Ele ainda contraiu um vírus na unidade hospitalar e precisou ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo a família de Alejandro, a morte de Diego Maradona afetou muito seu estado de saúde, visto que ele já sofria de problemas cardíacos. O ex-técnico acabou sendo internado no mesmo dia da morte do amigo.

Sabella fez história no futebol como jogador e como técnico, desde 1974. Jogou em times como River Plate, Sheffield United, Leeds United, Estudiantes, além das seleções da Argentina e do Uruguai.

Em março de 2009, quando assumiu o Estudiantes, logo na primeira temporada, venceu a Libertadores diante do Cruzeiro em pleno Mineirão. Em agosto de 2011, sucedeu Sergio Batista à frente da Argentina e tiveram bom desempenho nas Eliminatórias, chegando até a final da Copa do Mundo do Brasil, sendo derrotados na decisão para a Alemanha por 1 a 0.

“Quando estava lutando para ver se ainda estava aqui com vocês ou se ia para o outro lado, me lembrei do que disse aos meus alunos, aos meus jogadores: ‘Vocês não podem dar menos de 100%.’ Se eu perguntasse a eles, teria que lutar para me manter vivo “, disse ele em 2018, após ter sofrido de um tipo de câncer que não foi especificado.

 

Continue lendo

Artigos relacionados