Esporte

Perto de zona de rebaixamento, Corinthians enfrenta Santos pelo Brasileiro

Apenas dois pontos distante da zona de rebaixamento, o Corinthians enfrenta o Santos nesta quarta-feira (7), às 19h (Premiere) na Neo Química Arena, sob risco de terminar a 14ª rodada do Campeonato Brasileiro em uma das últimas posições da tabela.

A situação dos corintianos é oposta a dos santistas. Esses, motivados para o clássico pela chance de figurar entre os quatro primeiros do Nacional. A equipe está embalada, invicta há dez jogos.

Com um aproveitamento de 51% dos pontos que disputou no campeonato, o Santos está na sexta posição da tabela, a apenas um ponto do Flamengo, o quarto colocado.

Já o Corinthians tem aproveitamento de apenas 36% –14 pontos em 13 jogos realizados–, o que deixa o time apenas dois pontos acima do Coritiba (17º), o primeiro na parte vermelha da tabela.

O desempenho corintiano é o terceiro pior da equipe até a 13ª rodada de todas as edições do Brasileiro na era dos pontos corridos –sistema adotado desde 2003– e está abaixo, inclusive, do ano em que o time acabou rebaixado, quando havia somado 17 pontos passados os 13 primeiros jogos da edição de 2007.

Pressionado por esse rendimento, o técnico Coelho vai encarar seu primeiro clássico à frente do time. Será apenas a sexta partida desde que assumiu a vaga de Tiago Nunes, demitido justamente após derrota do Corinthians para outro rival, o Palmeiras.

Por enquanto, a saída do treinador não provocou o efeito esperado pela diretoria do clube alvinegro. Pelo contrário, Coelho tem um aproveitamento de 33% à frente do time, com uma vitória, duas derrotas e dois empates. Nunes deixou o Parque São Jorge com rendimento de 47,43%, mas com a eliminação precoce na fase qualificatória da Libertadores e a perda da final do Paulista para o arquirrival alviverde na bagagem.

Diante desses números, um grupo de cerca de 300 torcedores organizados, aglomerados e muitos deles sem máscaras, fizeram um protesto em frente ao CT do Parque Ecológico nesta terça (6).

Já Cuca acumula números melhores e vive situação mais tranquila, sobretudo no Brasileiro. Sob seu comando, o Santos tem 51% de aproveitamento, e este número chega a 56% se considerado apenas os jogos como visitante. O duelo desta quarta será em Itaquera.

A equipe da Baixada Santista, porém, não ostenta bons números nos clássicos disputados na temporada. Neste ano, não venceu nenhum. Este será o sexto duelo contra os outros grandes do estado. Por enquanto, o time acumula três derrotas –para Palmeiras, no Brasileiro, São Paulo e Corinthians, no Paulista–, além de dois empates –com São Paulo, no Brasileiro, e Palmeiras, pelo Paulista.

Suspenso após levar o terceiro amarelo, Cuca não poderá acompanhar seus jogadores à beira do gramado da Neo Química Arena.

Além do comandante, outros quatro desfalques estão confirmados: Carlos Sánchez, machucado, e Raniel, com um trombose na perna direita, estão sem condições de jogo. Solteldo está com a seleção da Venezuela e Arthur Gomes vai cumprir suspensão.

O Santos ainda poderá ter um quinto importante desfalque. O atacante Marinho deixou o último jogo com dores musculares e é dúvida para a partida.

O Corinthians, por sua vez, também deverá ter uma formação diferente nesta quarta em relação à equipe que não passou de um empate sem gols com o Red Bull Bragantino no último domingo (4). Dois desfalques são certos: Otero e Cantillo, convocados pela Venezuela e Colômbia, respectivamente.

Xavier e Ramiro são os dois prováveis substitutos. Além deles, Cazares poderá fazer a primeira partida dele como titular, sendo escalado como principal homem do setor de criação, um dos mais criticados pela torcida.

Se vencer, Coelho deverá ganhar fôlego no Corinthians. Já em caso de derrota, a pressão sob a diretoria pela contratação de um treinador mais experiente vai aumentar ainda mais.

Continue lendo

Artigos relacionados