Esporte

Suárez é investigado por suspeita de fraude para obter cidadania italiana

O atacante uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, é suspeito de fraude, com a cumplicidade de seus professores, para passar em uma prova de italiano realizada na semana passada, de acordo com a promotoria de Perugia (Úmbria, região central da Itália) encarregada da investigação.

Este exame linguístico de italiano foi a primeira etapa para a obtenção do passaporte do país, documento essencial para a sua transferência para a Juventus, operação que agora parece interrompida. O atleta não faz parte dos planos do novo técnico do time catalão, Ronald Koeman.

“A investigação mostra que os tópicos abordados no exame foram combinados com o candidato e que a nota foi atribuída a ele antes mesmo do exame”, divulgou a promotoria nesta terça-feira (22).

O promotor Raffaele Cantone, ex-chefe da autoridade nacional anticorrupção italiana, investiga desde fevereiro possíveis irregularidades de professores universitários em exames para estrangeiros e teria descoberto a fraude envolvendo Suárez graças a escutas telefônicas autorizadas muito antes de o jogador fazer a prova de idioma.

“Mas você acha que vamos suspendê-lo? Hoje é a última aula [para o Suárez] e devo prepará-lo porque ele não fala praticamente uma palavra [de italiano]”, disse Stefania Pina, uma das investigadas, a um interlocutor, segundo os documentos da acusação citada pela imprensa local.

Questionada durante a conversa a respeito do nível de conhecimento de Suárez sobre o idioma, Spina respondeu: “Ele não deveria ser aprovado, mas ele será aprovado, com um salário de dez milhões [euros] por temporada ele não pode ser suspenso”.

Continue lendo

Artigos relacionados