Entretenimento

A Missa da Meia-Noite tem ligação secreta com série da Netflix

A Missa da Meia-Noite é o mais novo sucesso de terror da Netflix. A série estreou na plataforma no final de setembro, e não demorou para figurar entre as produções mais assistidas do streaming. O projeto é uma criação de Mike Flanagan, da franquia A Maldição. O que muitos fãs não perceberam é que a nova série conta com uma ligação secreta com A Maldição da Residência Hill.

Missa da Meia-noite conta a história da Ilha Crockett, uma pequena comunidade de ilha isolada, cujas divisões existentes são ampliadas pelo retorno de um jovem que caiu em desgraça (Zach Gilford) e a chegada de um padre carismático (Hamish Linklater).

Publicidade

Não foi possível carregar anúncio

“De tão pacata, esta pequena ilha isolada parece estar morta. Os moradores da Ilha Crockett testemunham eventos milagrosos e presságios assustadores após a chegada de um padre misterioso e carismático”, afirma a sinopse da Netflix.

O site Express.UK revelou tudo que os fãs precisam saber sobre a conexão secreta entre A Missa da Meia-Noite e A Maldição da Residência Hill; confira abaixo.

A ligação de A Missa da Meia-Noite e A Maldição da Residência Hill

Embora a trama de A Missa da Meia-Noite seja uma novidade para muitos fãs de terror, o showrunner Mike Flanagan já cultiva a ideia da série há um bom tempo.

Na verdade, existe um easter egg da série em um dos primeiros projetos do diretor: o filme slasher Hush – A Morte Ouve (disponível na Netflix).

O longa acompanha a história de uma escritora surda que decide escrever seu novo livro em uma pacata casa de campo. Na trama do filme, o maior best-seller da autora era chamado “Midnight Mass” (A Missa da Meia-Noite).

A referência apareceu novamente em 2017, na adaptação cinematográfica de Jogo Perigoso, livro de Stephen King.

No thriller psicológico, a protagonista Jessie tenta espantar um cachorro faminto usando uma cópia do livro A Missa da Meia-Noite.

Em uma entrevista, o diretor afirmou também que gostaria de ter usado o livro em uma cena de A Maldição da Residência Hill, mas que isso acabou não acontecendo. As cópias do livro sumiram misteriosamente durante o transporte para as gravações da série, em Atlanta.

Durante os últimos anos, Mike Flanagan lutou com unhas e dentes para garantir a produção de A Missa da Meia-Noite.

“Cheguei a achar que nunca conseguiria produzir esse projeto. Não sei quanto tempo aguentaria ficar sem escrevê-lo”, comentou o showrunner.

Mike Flanagan vive há vários anos uma vida de sobriedade, e revelou também que suas experiências influenciaram o enredo de A Missa da Meia-Noite.

“É uma coisa muito natural que costuma acontecer. Se você escreve qualquer coisa que chega perto de uma questão pessoal, acaba vomitando suas experiências no projeto. Isso aconteceu comigo em A Maldição da Residência Hill e A Maldição da Mansão Bly, e agora se repete em A Missa da Meia-Noite. Mas essa é uma história que eu sempre quis contar”, afirmou Flanagan.

A Missa da Meia-Noite está disponível na Netflix; confira abaixo o trailer.

Continue lendo

Artigos relacionados