Entretenimento

6 motivos para explicar a popularidade de Christopher Nolan, diretor de Interestelar [LISTA]

Conhecido pelos filmes inovadores e muitos efeitos práticos, Christopher Nolan se consagrou como um dos diretores mais bem-sucedidos de Hollywood

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 30/07/2021, às 18h52

Um dos diretores mais bem-sucedidos comercialmente em Hollywood, Christopher Nolan conta com 11 longa-metragens em sua filmografia, os quais somam mais de US$ 4,2 bilhões em bilheterias. Pensando nisso, você sabe por que o cineasta é tão popular? 

Conhecido pelos filmes com temas inovadores e muitos efeitos práticos, Nolan nasceu em Londres, Reino Unido, e completou 51 anos em 30 de julho. Diretor, roteirista e produtor, coleciona mais de 25 indicações ao Oscare diversos prêmios pelos sucessos: trilogia O Cavaleiro das Trevas, A Origem(2010), Interestelar(2014), Dunkirk(2014) e mais. 

+++ LEIA MAIS: Por que trilogia Batman, de Christopher Nolan, não mostra outros personagens da DC?

Para entender o sucesso do diretor, confira seis motivos para explicar a popularidade de Christopher Nolan:


Trilhas sonoras de destaque

Dunkirk, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

É raro assistir a uma produção de Nolan e não perceber a trilha sonora, pois as músicas são pensadas exclusivamente para o filme e, geralmente, produzidas por um parceiro de longa data do diretor: o compositor alemão Hans Zimmer

+++ LEIA MAIS: Hans Zimmer, prestigiado compositor de trilhas para o cinema, sairá em turnê pela primeira vez

Famosas por causarem uma imersão no filme, as músicas ficam na memória do público por muito tempo. Em uma produção com tão poucas falas como Dunkirk(2017), o diretor optou por misturar a trilha sonora de Hans Zimmer com o Sheperd Tone, uma superposição de ondas senoidais, ou seja, uma técnica na qual a música aparenta sempre caminhar para o clímax, mas ele nunca chega – causando muito mais tensão no filme. 

Outra decisão ousada de Nolan referente à trilha sonora foi em Interestelar(2014). O diretor não contou ao compositor que o filme se tratava de uma ficção-científica, apenas comentou como retratava a história de um pai e sua filha. Mesmo não sabendo exatamente o tema, Zimmer entregou uma trilha sonora espetacular.

+++ LEIA MAIS: Quentin Tarantino ficou confuso com Tenet: ‘Preciso assistir de novo’


Temática tempo

 Amnésia, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)
Amnésia, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

Um dos assuntos mais recorrentes do diretor, o tempo é tema de diversas produções, seja como discussão central ou fator determinante para o roteiro e edição do filme. O diretor sabe brincar com o tempo, e foi exatamente isso que fez Nolan ficar conhecido na indústria cinematográfica. 

Amnésia (2001) é considerado o primeiro filme de mais destaque ao diretor. A produção fala de um homem cuja mulher foi barbaramente assassinada. Ele tenta ir atrás do assassino, mas não consegue lembrar onde está indo ou o motivo, pois possui perda de memória. 

+++ LEIA MAIS: 5 motivos que tornam os filmes de Wes Anderson únicos [LISTA]

Para brincar com a dimensão do tempo, Nolan conta a história de uma maneira diferente, tornando o ponto de vista do espectador igual ao do protagonista. Além de Amnésia, o cineasta utiliza a temática do tempo em Interestelar e Tenet (2020).


Muitos efeitos práticos

A Origem, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)
A Origem, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

Nolan é conhecido por usar o mínimo possível de efeitos especiais feitos por computador, conhecidos como CGI. Não importa se a cena exige muito da equipe e atores, o diretor faz de tudo para tentar reproduzir a sequência de maneira prática. Isso traz um tom mais realista e excêntrico aos filmes, já que as cenas megalomaníacas as quais você assiste realmente aconteceram. 

+++ LEIA MAIS: O que torna Stanley Kubrick um eterno gênio do cinema? [LISTA]

Em A Origem (2010), há uma cena na qual os personagens lutam dentro de um corredor giratório. Nolan utilizou uma máquina para girar o cenário de verdade, e os atores e dublês precisaram treinar como andar no cômodo. Além disso, em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012), há uma cena de um avião, a qual apresenta o personagem de Tom Hardy, e sim, Nolan derrubou – de verdade – o aeromóvel.


Consegue misturar elementos do blockbuster com cinema autoral 

Interestelar, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)
Interestelar, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

Nolan recebe várias críticas por, muitas vezes, explicar demais os conceitos complexos de suas produções. No entanto, isso pode tornar um filme complicado em um longa acessível para toda a família.

+++ LEIA MAIS: Christopher Nolan e Emma Thomas ajudaram Donnie Darko a fazer sentido; entenda

O diretor pode cometer alguns erros no roteiro pelas demasiadas explicações, mas isso, somado às atuações, fotografia e edição da melhor qualidade, trazem o equilíbrio perfeito entre o entretenimento e arte. Com isso, Nolan transita facilmente entre um diretor de blockbuster e um cineasta autoral e artístico.


Originalidade

Following, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)
Following, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

Imprevistos podem acontecer em qualquer situação, e um diretor precisa saber fazer o melhor com o que tem no momento. Following(1998) é o primeiro longa-metragem de Nolan e, como estava no início da carreira, o filme contou com baixo orçamento e as filmagens só poderiam acontecer aos finais de semana. 

+++ LEIA MAIS: Christopher Nolan gostaria de adaptar os próprios filmes em games

Para não deixar visível que as gravações ocorriam em datas alternadas pelas mudanças de luz e na aparência dos atores, Nolan optou por realizar o filme em preto e branco, escondendo qualquer imperfeição. Além disso, escolheu um martelo como arma, pois comprar um revólver falso ia entregar o baixo orçamento de Following (1998). Com soluções originais, o cineasta estreou da melhor maneira possível na direção de longas.


Versatilidade 

Batman: O Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)
Batman: O Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan (Foto: Divulgação)

 

Como visto acima, alguns elementos são recorrentes na filmografia de Nolan, mas o gênero do próximo filme é sempre uma surpresa. O cineasta não se prende a um estilo específico e, mesmo brincando frequentemente com o tempo, consegue realizar filmes de espaço, como Interestelar, longas de guerra, como Dunkirk, e até mesmo produções de super-heróis, como a trilogia O Cavaleiro das Trevas

+++ LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Batman Begins: direção, acidente nas filmagens e mais [LISTA]

Não sabemos os próximos filmes de Nolan, mas, sem dúvidas, o diretor encontrará uma maneira de inovar na forma de fazer cinema e, mais uma vez, mostrará o motivo de ganhar tanta popularidade entre o público.


+++ 15 ANOS DE GISELE BÜNDCHEN NA CAPA DA ROLLING STONE BRASIL | ENTREVISTA

Continue lendo

Artigos relacionados