Economia

Ask Ariely: sobre como criar memórias, superar o esgotamento no trabalho e fazer elogios duradouros

Querido Dan,

Sempre que minha mãe nos visita, ela se preocupa em tirar fotos dos netos para que possa se lembrar de cada momento. Ter a câmera dela apontando o tempo todo para nossos rostos é bem irritante, mas não me sinto no direito de pedir que ela pare porque é como se fosse privá-la de boas lembranças. O que devo fazer?

— Barbara

Agora que a maioria de nós carrega um telefone com uma câmera o tempo todo, é difícil resistir à tentação de documentar cada momento significativo em fotos. Mas acontece que tirar fotos o tempo todo não é apenas irritante, pode tornar mais difícil lembrar as próprias experiências que as fotos se destinam a capturar.

Um experimento demonstrou isso ao avaliar as memórias dos visitantes que fizeram um tour por um centro histórico. As visitas foram realizadas em duplas, sendo que uma pessoa foi instruída a tirar fotos e a outra foi instruída a não tirar.

Algumas semanas depois, os participantes fizeram um teste de memória surpresa sobre o centro histórico que eles haviam visitado. Resultados demonstraram que os visitantes que tiraram fotos se lembraram de muito menos do que os que não tiraram. Enquanto os fotógrafos estavam preocupados em tentar obter a melhor foto, os não fotógrafos foram capazes de pensar sobre a experiência e absorvê-la na estrutura de suas memórias.

Com isso em mente, tente pedir a sua mãe que experimente deixar a câmera em casa na próxima vez que ela vier. Ela pode descobrir que isso permite que ela passe de fato mais tempo interagindo com os netos, deixando-a com memórias que serão mais vívidas e significativas do que qualquer foto.


Querido Dan,

Depois de um longo período de férias, pensei que iria voltar ao trabalho revigorado. Mas, depois de apenas alguns dias, já estou me sentindo esgotado novamente. O que eu posso fazer?


Nathaniel

Você pode pensar que quanto mais tempo passa fora do escritório, mais revigorado você se sentirá quando retornar. Mas pesquisas mostram que a duração das férias desempenha apenas um pequeno papel em como você se sente quando volta ao trabalho. O que mais importa são as condições às quais você está voltando. Se você se sente desvalorizado ou impotente, ou que seu ambiente de trabalho é injusto, a frustração e a infelicidade podem voltar rapidamente. Se você quer lutar contra o esgotamento, não perca mais tempo longe do trabalho. Em vez disso, pense em maneiras de resolver esses problemas subjacentes.


Querido Dan,

Meu noivo é um excelente cozinheiro e todas as refeições que ele faz para nós são deliciosas. Sempre o elogio, mas me preocupo que com o tempo perca o sentido, já que ele pode se acostumar a eles. Como posso continuar a elogiar de uma forma que se mantenha relevantes?

— Sydney

Eu não me preocuparia muito com o seu noivo se acostumando com seus elogios. Pesquisas mostram que receber elogios é muito motivador e que as pessoas que elogiam geralmente subestimam seu impacto. Um estudo que analisou especificamente elogios frequentes descobriu que eles não perdiam a eficácia, desde que não fossem idênticos todas as vezes. Continue com os elogios, mas certifique-se de trocá-los de vez em quando.


LINK PRESENTE: Gostou desta coluna? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo