Economia

Elon Musk diz que já procurou o presidente da Apple para vender a Tesla

O esforço da Tesla para lançar o Model 3 quase levou a companhia de carros elétricos ao colapso. Elon Musk divulgou um novo detalhe: ele diz que procurou Tim Cook, presidente da Apple, para salvar sua companhia.

“Durante os dias mais sombrios do programa Model 3, procurei Tim Cook para discutir a possibilidade de a Apple adquirir a Tesla (por um décimo de nosso valor atual)”, disse em um tuíte na terça-feira (22). O presidente da Apple, segundo ele, “recusou o encontro”. Musk não especificou exatamente quando ele procurou Cook.

A Apple não respondeu ao pedido de comentário do The Wall Street Journal.

A revelação de Musk vem após especulações sobre Apple querer lançar um carro elétrico próprio até 2024. No Twitter, Musk chamou a notícia de “estranha, se for verdadeira”.

Lançado em 2017, o Model 3 se mostrou mais difícil de produzir do que Musk esperava. Atrasos dispendiosos se acumularam antes que a Tesla pudesse resolver problemas de produção e entrega em 2018, quando divulgou trimestres lucrativos no segundo semestre. Ela continuou em dificuldades no primeiro semestre do ano seguinte, entretanto.

Em agosto de 2018, Musk chocou os investidores com a ideia de comprar a fábrica de carros elétricos, na que teria sido a maior aquisição da história. Na época Musk escreveu no Twitter: “Estou pensando em tornar a Tesla privada por US$ 420. Fundos garantidos”. O negócio não aconteceu, e o tuíte provocou uma sondagem da Comissão de Valores Mobiliários e batalhas jurídicas com o órgão regulador.

No terceiro trimestre de 2019, a Tesla tinha virado a esquina e iniciado uma série de lucros trimestrais, entusiasmando os investidores que fizeram as ações da companhia disparar e a tornaram a mais valiosa fabricante de automóveis do mundo, avaliada em mais de US$ 600 bilhões (R$ 3 trilhões). Ela foi incluída no índice S&P 500, um importante benchmark, na segunda (21).

A excitação em torno da empresa permitiu que a Tesla levantasse bilhões de dólares para o que Musk descreveu como seu fundo de guerra.

Musk não respondeu a perguntas sobre seu último tuíte.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo