Economia

Indústria de saúde produziu menos equipamentos em 2020, diz pesquisa

A indústria brasileira de equipamentos para saúde produziu 7,2% menos entre janeiro a setembro na comparação com o mesmo período de 2019, segundo a Abiis, que representa o setor. A entidade diz que o cancelamento de cirurgias eletivas na pandemia do coronavírus contribuiu para o resultado negativo.

O número de vagas de emprego no segmento também caiu, foi 1,9% inferior em setembro ante dezembro do ano passado.

As importações e exportações no setor, porém, cresceram 18,5% e 16,6%, respectivamente, neste ano, o que impulsionou a alta de 1,7% no consumo aparente dos produtos entre janeiro e setembro. O dado resulta da soma da produção industrial brasileira com as importações e desconta as exportações.

Segundo a entidade, o avanço desse índice é reflexo do aumento das compras de equipamentos de proteção, como máscaras, usados no combate ao coronavírus, e que costumam ser importados. A Abiis afirma que a preocupação agora é com a segunda onda da Covid-19, que deve frear o avanço do consumo aparente.

Ricardo Balthazar (interino), com Filipe Oliveira e Mariana Grazini

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo