Economia

Após propostas de Ser e Yduqs por Laureate, mercado espera reação da Cogna

Páreo Na análise de um especialista do mercado de ensino superior brasileiro, a disputa entre as gigantes Ser Educacional e Yduqs (Ex-Estácio) pela Laureate no país ainda guarda surpresas. A avaliação é que a Cogna (ex-Kroton), líder do setor, não deve ficar parada sob o risco de ver ameaçado o seu primeiro lugar no ranking, caso a Yduqs vença a corrida. Há quem acredite que a Cogna poderia olhar em volta e enxergar a Uniasselvi como um alvo interessante neste momento.

Bom filho Lembrando que a Uniasselvi era uma importante operação de ensino a distância da Kroton até 2015, quando foi vendida para Carlyle e Vinc, o negócio seria interessante neste momento de foco no digital.

Aula William Klein, da consultoria Hoper, também vê uma aquisição como opção para a Cogna. “Foram anos de hegemonia da Kroton como maior grupo educacional do mundo. Seria a primeira perda do posto [se a Yduqs levar a Laureate]. O mais crítico é que ela não vinha tendo bons resultados, além da expectativa de número de matriculados decrescente”, diz ele.

Ensino Análise da Hoper com dados de 2019 aponta que, se a Yduqs se unir à Laureate, o resultado será um gigante com receita líquida estimada em R$ 6 bilhões, quase 12% de participação de mercado e 770 mil alunos. Com a Ser, seriam R$ 3,6 bilhões, 6,4% de participação, e quase 422 mil alunos.

VEJA OUTROS ASSUNTOS ABORDADOS PELA COLUNA

Lotéricos questionam Caixa sobre futuro da raspadinha

Desfile da Macy’s em Manhattan no Dia de Ação de Graças não terá público neste ano

Doria posterga pagamento de devedor do ICMS em São Paulo

Empresa de treinamento quer reduzir aluguel de R$ 160 mil pela metade na pandemia

com Filipe Oliveira e Mariana Grazini

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo