Economia

Ex-funcionária acusa Localiza de demissão por homofobia

Uma ex-funcionária da Localiza demitida recentemente acusou a empresa de homofobia nas redes sociais neste domingo (28).

Em uma postagem no Facebook, Uiara Cavalcanti disse que foi chamada em maio para ir à sede da Localiza trocar seu computador por um novo, mas ao chegar no escritório foi demitida por seu chefe sob o argumento de que mantinha um relacionamento com outra funcionária.

Segundo o relato de Uiara no Facebook, seu superior disse que ela e sua colega de trabalho estavam sendo vigiadas 24 horas por dia dentro ou fora da empresa. “Ele enviou uma outra funcionária na casa que eu dividia com a minha colega de trabalho para saber onde dormíamos e verificar se realmente existia dois quartos na casa”, escreveu ela na rede social.

“Esclareço que esse suposto relacionamento não existe, somos apenas amigas. Ainda que existisse, não consigo admitir que a Localiza, que tanto se orgulha de ser uma das melhores empresas para se trabalhar no país, podia concordar com esse tratamento desigual por motivo desqualificante e injusto, que implicou nas nossas demissões”, diz ela no post.

Segundo a ex-funcionária, o caso foi levado para a diretoria-executiva da Localiza. Ela afirma que os recursos humanos da empresa não encontraram indícios de discriminação e não souberam justificar as demissões.

A coluna entrou em contato com Uiara, mas ela não quis dar entrevista.

Procurada, a companhia afirma, em nota, que os desligamentos ocorreram há 40 dias, em um ajuste de quadro feito pela empresa na pandemia, em linha com sua rotatividade anual.

A Localiza afirma também que apurou o caso com auditoria e análise de seu comitê de ética, concluindo que as demissões foram feitas com critérios técnicos.

A empresa diz que ouviu todos os envolvidos, analisou provas mas “não identificou indícios que sugerissem uma decisão incompatível com os valores da companhia sobre desligar alguém em função de sua orientação sexual”.

“Apesar da convicção nos processos instaurados e em total respeito às profissionais e à comunidade LGBTQIA+, que a Localiza tem orgulho em servir e empregar, a companhia contratou uma auditoria externa para dirimir qualquer dúvida com relação à sua atuação”, afirma a Localiza.

A empresa diz também que está comprometida em reforçar suas iniciativas para capacitar seus profissionais sobre a importância da diversidade e inclusão. A Localiza afirma que deve lançar em breve um “programa robusto” sobre diversidade e inclusão, que foi preparado nos últimos meses e está nos ajustes finais.

com Mariana Grazini

Topo