Economia

Saque Emergencial do FGTS. Saiba mais sobre a nova modalidade de saque do FGTS!


Se vocês acompanharam noticiários nos últimos dias, devem já estar cientes que a Caixa Econômica Federal (CEF) divulgou a liberação de mais uma modalidade de saque do FGTS que poderá ser tanto de contas ativas quanto de contas inativas.
 
Esta nova modalidade foi instituída pela Medida Provisória (MP) 946/2020 que sancionada em 07/04/2020.
 
O Saque Emergencial foi criado para atenuar os impactos econômicos ocasionados pelo estado de calamidade pública que vivemos instituído em decorrência da pandemia do covid-19
 
A MP, a priori, instituiu que os saques seriam feitos a partir de 15/06/2020 e que, posteriormente, a CEF postaria um calendário instituindo as datas dos saques, contudo, no dia 13/06/2020 foi postado um calendário onde demonstrava que os saques serão feitos a partir de 29/06/2020.
 
Desta vez, os trabalhadores poderão movimentar tanto contas ativas como contas inativas, contudo, terá um limite máximo para saque que será de um salário mínimo, ou seja, R$ 1.045,00 (um mil e quarenta e cinco reais). Portanto, é importante que isto fique claro, independente de quantas contas o cidadão tenha, a soma dos saques não poderá ultrapassar este valor.
 
Para aqueles que tem mais de uma conta, o saque iniciará pelas contas inativas e por aquela que tenha o menor saldo, depois a segunda conta com o menor saldo, e se as contas inativas somadas não somarem R$ 1.045,00, a caixa irá tirar o restante da conta que está ativa no momento.
 
A forma de saque será bem diferente das que já foram praticadas anteriormente.Desta vez, a CEF irá fazer contas poupanças digitais para todos que terão direito a este saque e o valor do FGTS  será disponibilizado, em um primeiro momento, somente nesta conta digital.
 
Portanto, em um primeiro momento, o FGTS estará apenas na poupança digital criada pela caixa e o cidadão terá acesso ao montante através do aplicativo CAIXA TEM. Acessando este aplicativo através de um smartphone, o cidadão poderá pagar boletos autorizados, bem como, poderá efetuar compras no débito através do QR CODE em alguns estabelecimentos que adaptaram-se a esta nova forma de pagamento.
 
Caso o cidadão não queira movimentar sua poupança digital, pois quer sacar em dinheiro ou quer transferir para outro banco, terá que esperar mais um pouco para fazê-lo, pois, nestes casos, seguirão datas descritas em um outro calendário que também fora publicado pela CEF e terá início em 25/07/2020.
 
Ambos os calendários instituídos, serão baseados na data de nascimento dos trabalhadores. Os nascidos em Janeiro serão os primeiros a receber na poupança digital a partir de 29/06/2020 e através de saque ou transferência a partir de 25/07/2020.
 
A sequencia com as datas de saque nós podemos verificar no calendário da caixa que está disponível para consulta através do link: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/saque-FGTS/Paginas/default.aspx
 
Vale salientar que o cidadão que não quiser efetuar este saque, a caixa informou que o valor será devolvido a sua conta do FGTS em Janeiro/2021, pois o saque emergencial estará disponível somente até o dia 31/12/2020.
 
A liberação deste valor do FGTS será de grande valia para todos. Com esta ação do saque emergencial do FGTS, estima-se que serão injetados cerca de 35 bilhões de reais na economia do nosso país. O consumo será estimulado, micro, pequenos, médios e grandes empresários terão os seus negócios movimentados evitando assim que as empresas fechem e o número de desemprego aumente.
 
Será “a luz no fim do túnel” que fomentará ainda mais a esperança de todos nós, brasileiros, que cremos que conseguiremos ultrapassar esse momento de crise que vivemos.
 

Artigos relacionados


Botão Voltar ao topo