Economia

Fábricas da Honda no Brasil e Índia seguem fechadas após ataque cibernético

A montadora japonesa Honda confirmou à agência de notícias AFP nesta quarta-feira (10) que fábricas do grupo no Brasil e Índia permanecem fechadas devido a um recente ataque cibernético que afetou os servidores do grupo.

Uma porta-voz da empresa disse à AFP que as fábricas de motocicletas no Brasil e Índia estavam fora de operação devido aos ataques. Uma fábrica de automóveis na Turquia se preparava para retomar a produção nesta quarta-feira.

A empresa “ainda investiga os detalhes” do ocorrido, disse a mesma fonte.

Onze fábricas do grupo foram afetadas pelo ataque no início da semana, incluindo cinco instalações nos Estados Unidos, segundo a imprensa japonesa.

As fábricas do grupo nos Estados Unidos já retomaram as operações, segundo a porta-voz.

O impacto financeiro das interrupções deve ser limitado, de acordo com a mesma fonte.

Assim como as demais montadoras, a Honda foi gravemente afetada pela crise do novo coronavírus, uma pandemia que forçou a paralisação de grande parte de seu sistema de produção global nos últimos meses.

O grupo registrou queda de mais 25% do lucro líquido no ano fiscal 2019/20, finalizado em 31 de março, com uma redução de 6% nas vendas globais.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo