CulturaEntretenimento

Marília Mendonça aparece duas vezes nas lives mais assistidas do ano

Cantora é campeã de audiência em shows on-line transmitidos pelo YouTube. Ranking é dominado por sertanejos, que fizeram trilha de 'sofrência' do auge da quarentena no Brasil.

Neste ano, as lives dominaram as redes do mundo todo. Oito das 10 transmissões ao vivo de música com maior audiência no YouTube são de artistas do Brasil. Marília Mendonça fez o show ao vivo mais assistido do ano, com 3,3 milhões de visualizações simultâneas.

A cantora está à frente do fenômeno sul-coreano BTS e do tenor italiano Andrea Bocelli, os dois nomes internacionais na lista. Além da liderança, Marília também ocupa a 8ª posição no ranking – ela é a única a aparecer duas vezes.

  1. Marília Mendonça – #LiveLocalMariliaMendonca (8 de abril): 3,31 milhões de visualizações
  2. Jorge & Mateus – Live na Garagem (4 de abril): 3,24 milhões de visualizações
  3. Andrea Bocelli (12 de abril): 2,86 milhões de visualizações
  4. Gusttavo Lima (11 de abril): 2,77 milhões de visualizações
  5. Sandy & Junior (21 de abril): 2,55 milhões de visualizações
  6. Leonardo – #CabareEmCasa (1º de maio): 2,52 milhões de visualizações
  7. BTS (18 de abril): 2,31 milhões de visualizações
  8. Marília Mendonça – #TodosOsCantosDeCasa (9 de maio): 2,21 milhões de visualizações
  9. Henrique & Juliano (19 de abril); 2,06 milhões de visualizações
  10. Bruno e Marrone (16 de maio): 2,05 milhões de visualizações

No ranking, o YouTube considerou o pico de visualizações simultâneas de cada uma das lives. Ele representa o número de dispositivos conectados naquela transmissão pela plataforma ao mesmo tempo.

Isso significa que o número de pessoas assistindo pode ser maior, já que mais de uma pessoa pode ver a live em um mesmo dispositivo.

Ano de ‘sofrência’

Marília, também dona do clipe mais assistido do ano no YouTube, e artistas como Gusttavo Lima e as duplas Jorge e Mateus e Henrique e Juliano, que também aparecem na lista de lives, ajudaram a compor a trilha de “sofrência” do auge da quarentena no Brasil.

Nomes conhecidos do sertanejo profissionalizaram no país os shows on-line do isolamento, que começaram com apresentações simplórias de popstars globais, como Chris Martin, John Legend e Elton John.

No fim de março, a primeira live de Gusttavo Lima, com cinco horas de transmissão movidas a muito álcool e uma produção luxuosa, foi o prenúncio das apresentações que viriam depois.

Outros optaram pelo modelo de live com venda de ingressos. É o caso do próprio BTS, que bateu recorde em número de espectadores simultâneos em um show on-line pago.

A live “Bang Bang Con”, feita pelo grupo em 14 de junho, chegou a ser vista por 756 mil fãs ao mesmo tempo, uma marca já reconhecida pelo Guinness World Records.

Mas nenhum dos dois estilos de live – nem o pomposo, tampouco o mais simples – foi capaz de manter alta a audiência desse tipo de apresentação ao longo da pandemia.

A lista do YouTube mostra que todos os shows recordistas de audiência aconteceram entre abril e maio, ainda no primeiro trimestre da pandemia do coronavírus, declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 11 de março.

Artistas seguem fazendo apresentações on-line, mas compúblico menos entusiasmado, o que também diminuiu o interesse de patrocinadores.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo