CubatãoCulturaGuarujáPraia GrandeSantosSão Vicente

Cidades do litoral já se pronunciam a respeito do réveillon

Espera-se uma decisão mais concreta até o final de novembro

A emblemática queima de fogos no Réveillon das praias da Baixada Santista pode ser cancelada, por conta da pandemia de coronavírus. Já vinha sendo esperada essa atitude por parte das Prefeituras, mas agora houve um pronunciamento concreto por algumas:

Em Santos, a Prefeitura afirma que está analisando o avanço da pandemia de covid-19, tanto no Brasil como no mundo. A Secretaria de Cultura (Secult) informou que a decisão será tomada em conjunto por representantes da Prefeitura, autoridades sanitárias e da sociedade civil. O foco principal de qualquer decisão será proteger a saúde e segurança dos munícipes. Não passaram um prazo para divulgação de decisão.

Já a Secretaria de Cultura (Secult) de São Vicente informa que não há nada decidido quanto à realização da queima de fogos na praia. O tema será discutido durante esta semana e a decisão deve ser divulgada até o final de novembro.

No Guarujá, a Prefeitura informou por meio da Secretaria de Turismo (Setur) que até o momento a queima de fogos está suspensa, assim como apresentações musicais na virada do ano. A decisão foi tomada para evitar aglomerações, já que Guarujá chega a receber quase 2 milhões de visitantes no Réveillon. Desde março, a Prefeitura mantém um comitê de crise para discutir o enfrentamento da pandemia na Cidade, em alinhamento com o Plano São Paulo.

Praia Grande afirma que nenhuma decisão foi tomada a respeito do Réveillon na Cidade, mas analisa os formatos diferentes de eventos propostos pelo Plano São Paulo. Por enquanto, a queima de fogos segue suspensa, bem como qualquer outro evento que possa gerar aglomeração no município.

Até o momento, não há informação das prefeituras de Peruíbe, Cubatão, Mongaguá e Itanhaém.

 

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo