Cidadania e Direitos HumanosJuiz de ForaZona da Mata

Fogos de artifício podem ser proibidos em Juiz de Fora

Projeto apresentado por vereadora do PSC leva em consideração o incômodo causado

A soltura de fogos de artifício em Juiz de Fora pode estar com os dias contados. Um projeto de lei, apresentado pela  vereadora Kátia Franco Protetora (PSC), propõe alterar a Lei 13.235, sobre as proibições de queima de fogos dentro do território urbano, incluindo em eventos culturais previstos ou não no calendário do município. O descumprimento das normas prevê multa de até R$1 mil.

A intenção é que sejam permitidos apenas os fogos de vista, aqueles que produzem os efeitos visuais sem barulho. O objetivo do projeto, segundo a vereadora, não é acabar com o espetáculo dos fogos, mas garantir que os efeitos sonoros proporcionados por eles não sejam prejudiciais à saúde. 

Além dos animais, pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) possuem hipersensibilidade sensorial e sofrem com o barulho dos fogos de artifício. Idosos, enfermos e animais também são afetados pelo desconforto com o barulho. 

“Pra que causar um sofrimento desnecessário para tantos seres? De humanos e não-humanos? Depende de nós aqui (os vereadores) aliviar os sofrimentos desnecessários causados por esses barulhos, que já fizeram tantas vítimas pelo mundo. Peço a sensibilidade dos vereadores para mudar essa realidade e que Juiz de Fora entre na lista de cidades que evoluíram e pararam com os fogos”, defendeu a vereadora. 

Continue lendo

Artigos relacionados