Iguape

Ex-namorado mata mulher e atual dela a tiros no litoral de SP

Um homem matou a ex-namorada e o atual companheiro dela a tiros em Iguape, no litoral de São Paulo. O filho da mulher, de 15 anos, também foi atingido de raspão no pescoço. Ele foi internado, mas já recebeu alta hospitalar e passa bem. O autor do crime é considerado foragido pela Polícia Civil.

O crime aconteceu por volta das 12h deste domingo (20) em uma residência no bairro Rocio. Sonia Aparecida Pires Medeiros, de 37 anos, estava em casa com três filhos e com seu atual namorado, Elielson Bezerra de Moraes, de 32 anos, quando o ex-namorado dela, o pescador Marivaldo Cordeiro, de 56 anos, chegou no local.

O filho dela de 15 anos estava na sala com Elielson, quando viram Marivaldo armado e invadindo a casa. O primeiro tiro dado dentro da residência teria sido para assustar, segundo o adolescente relatou a parentes.

Elielson correu para o quarto das crianças, sendo seguido e alvejado por Marivaldo. Os outros filhos de Sonia, de oito e dez anos, correram para fora da casa assim que ouviram os primeiros disparos e pediram socorro aos vizinhos.

Ainda de acordo com o relato, o adolescente se escondeu atrás da mãe, que foi alvo de diversos tiros. Um deles também atingiu o adolescente de raspão no pescoço, mas ele correu para dentro do banheiro e se escondeu. O homem, então, foi atrás dele e atirou duas vezes para dentro do cômodo, mas não conseguiu atingir o adolescente. Em seguida, o Marivaldo fugiu.

Elielson e Sonia morreram no local. Vizinhos ouviram a confusão e os disparos e correram para socorrer o adolescente, que era o único sobrevivente dentro da residência. Ele foi levado ao Hospital Regional de Pariquera-Açu, onde foi tratado e recebeu alta no mesmo dia.

Sonia e o ex-namorado terminaram há cerca de um mês, mas ele não aceitou o fim da relação. Entre idas e vindas, eles mantiveram um relacionamento por cinco anos, mas o homem era agressivo e, inclusive, não gostava dos filhos dela.

Após o crime, Marivaldo fugiu para um sítio, onde deixou seu carro e a arma usada aos cuidados do proprietário do local. Ele teria dito ao dono do sítio que iria se matar e foi embora em direção a uma região de mata com uma corda.

A Polícia Militar foi acionada, compareceu ao local e constatou o óbito do casal dentro da residência. Uma perícia também foi realizada na casa. Pouco tempo depois, a Polícia Civil recebeu a arma e o carro usados no crime pelo dono do sítio onde o autor do crime foi visto pela última vez. Marivaldo ainda não foi encontrado e é considerado foragido pela Polícia.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro e ainda aguardam liberação. O caso foi registrado como feminicídio, homicídio e tentativa de homicídio na Delegacia de Polícia de Iguape e deve ser encaminhado ao 1º DP da Cidade, responsável pela área dos fatos.

No ano de 2019, o Brasil teve um aumento de 7,3% de casos de feminicídio em comparação com o ano anterior, tendo aproximadamente um caso a cada 7 horas. Agressões contra mulheres cometidas por homens acontecem uma a cada 4 minutos, sendo a maioria homens próximos como namorados, ex-namorados, maridos e parentes.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo