GuarujáSantos

Balsas do litoral mudam de administração em novembro

O Departamento Hidroviário (DH) assumirá lugar de Dersa

A Dersa está em processo de extinção e suas atividades estão sendo transferidas. No dia 20 de outubro, foi aprovada, em assembleia, a dissolução da diretoria e a nomeação de um liquidante da Companhia, assim como a eleição de um conselho fiscal. Com o fim da Dersa, o Governo afirma que dá continuidade ao processo de enxugamento da máquina estatal e redução de custos.

O Departamento Hidroviário (DH), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes, assume a partir de 1º de novembro as oito travessias litorâneas do Estado de São Paulo. Sete delas estão entre cidades da Baixada Santista e do Vale do Ribeira. De acordo com a Secretaria, a mudança não trará prejuízos ao serviço prestado.

Foi informado que não ocorrerão mudanças de serviços e ações que foram implantadas pela Dersa – serão mantidos o modelo de manutenção e o aplicativo Travessias, que informa o tempo real de espera de cada balsa, as condições de clima e disponibiliza imagens 24 horas. Porém, será incluído o programa de Reformas e Manutenção, que será responsável pela entrega de onze embarcações modernizadas ao sistema.

Espera-se que o sistema seja concedido no primeiro semestre de 2021, modernizando, trazendo mais agilidade e conforto aos usuários. O Governo de São Paulo já iniciou o processo de concessão das travessias com a contratação da FGV (Fundação Getúlio Vargas), que irá definir a modelagem desse processo. O edital de licitação está previsto para ser publicado ainda em dezembro de 2020.

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo