Guarujá

Trabalhos da Comissão da Sabesp são iniciados

A Câmara informou ontem que a Comissão de Assuntos Relevantes para discutir e cobrar a falta de água em Vicente de Carvalho junto à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) já realizou duas reuniões, presididas pelo vereador José Nilton Lima de Oliveira (PSB).

“Elas foram registradas em atas e os trabalhos de apuração, para composição do relatório a ser apresentado em plenário, estão em pleno andamento. Funcionários da Sabesp participaram. Com relação às oitivas previstas, elas serão realizadas assim que forem flexibilizadas as regras estabelecidas em decretos e resoluções para o enfrentamento da Covid-19”, informa nota do Legislativo.

A ideia da Comissão é discutir itens do contrato da estatal, entre eles a compra da Cava da Pedreira, que há anos vem sendo aguardada. Ela terá 120 dias (quatro meses) para apresentar um relatório final e, se necessário, definir as medidas cabíveis.

Localizada às margens da Domenico Rangoni, a cava tem capacidade para armazenar até três bilhões de litros de água, o que diminuiria as chances de desabastecimento da Cidade.

As falhas no atendimento da Sabesp são alvo de investigação em Inquérito Civil do Ministério Público, que leva em conta relatório elaborado pela Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) que aponta más condições nos reservatórios da empresa na Cidade e a diminuição de mais de 30% na oferta de água entre os anos de 2018 e 2019.

A Sabesp diz que mantém contrato com a Prefeitura desde 2019, que vem cumprindo o Plano de Investimentos constante no contrato e que segue à disposição para esclarecer os objetivos e detalhes dos investimentos em curso, previstos em R$ 780 milhões, em 30 anos.

 

Por: Diário do Litoral

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Botão Voltar ao topo