Cidades

Vereador de Guarujá faz uso indevido de Farda do Exército brasileiro para autopromoção

O político publicou vídeo em suas redes sociais, onde esta trajado com a farda, atitude não autorizada.

 

Vereador Pastor Sargento Marcos, faz uso indevido de farda em redes sociais.

 

A Farda dos integrantes da ativa do Exército Brasileiro tem causado polêmica na Cidade de Guarujá, Litoral de São Paulo. O Vereador Marcos Pereira Azevedo (DEM) apareceu em um vídeo postado em sua página na rede social Facebook tecendo críticas ao Governo do Estado de São Paulo e ao Prefeito da Cidade Valter Suman, vestindo a roupa do exército.

A postagem foi feita no dia 7 de Março, e foi patrocinado pelo Facebook do Vereador, tática usada para garantir maior visibilidade ao conteúdo postado. Até o dia 16 de Agosto de 2020 o vídeo já tinha alcançado mais de 1 milhão de visualizações, 61 mil compartilhamentos, 45 mil curtidas e 5 mil comentários. O curioso, é que o Vereador, mesmo fazendo parte do quadro de aposentados do exército, usou a Farda.

A reportagem do Portal ISN procurou a 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea onde o Sargento serviu para saber se a tática de usar a Farda infringia alguma lei. O Exército Brasileiro respondeu que o Vereador deve respeitar o Estatuto dos Militares.

“O vereador, como todo militar da reserva do Exército Brasileiro encontra-se enquadrado no tocante ao uso do uniforme a seção ll do cap ll da Lei nº 6880 de 09 de dezembro de 1980. (Estatuo dos Militares). O uso do uniforme deve respeitar as disposições previstas na lei citada”

1ª Brigada de Artilharia Antiaérea.

 

O Comando Militar do Sudeste também foi procurado pela reportagem e afirmou que a questão foi encaminhada para os Superiores do Exército locados em Brasília. O Vereador Pastor Sargento Marcos não respondeu aos chamados da reportagem até o fechamento desta matéria.

 

Continue lendo

Artigos relacionados


 
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo