BrasilGuarujá

Escândalo na Saúde: Conheça quem a PF pediu a prisão na Cidade de Guarujá

As pessoas citadas no processo podem ser presas a qualquer momento

 

De acordo com informações vazadas na noite desta sexta – feira (17) a Polícia Federal entrou com um pedido de prisão preventiva para além de Válter Suman, Prefeito de Guarujá e Marcelo Nicolau, Secretário de Educação do Município, e mais 7 pessoas.  A esposa do Prefeito Valter Suman também teve a prisão solicitada ao Judiciário pela Polícia Federal , assim como Rogério Rudge Lima, Secretpario de Desenvolvimento Econômico e Vitor Hugo Straub, Secretário de Saúde.

Vitor Hugo Straub – Secretário de Saúde de Guarujá
Rogério Rudge Lima – Secretário de Desenvolvimento Econômico

 

 

 

 

 

 

Edna Suman, esposa do Prefeito é apontada como responsável pela arrecadação financeira e de gastar quantias exorbitantes em joias e empresas. Rogério Rudge Lima, Secretário de Desenvolvimento Econômico aparece como operador financeiro e ajudando o Prefeito da Cidade a ocultar Patrimônio Ilícito. Vitor Hugo, Secretário de Saúde é responsável por contratos apontados pelo TCU. Marcelo Nicolau, Secretário de Educação, é apontado como uma das pessoas que recebeu quantias de dinheiro de forma indevida.

No processo em que a reportagem da ISTV teve acesso, o Prefeito da Cidade é apontado como ‘Líder de organização criminosa voltada para a solicitação e o recebimento de vantagens indevidas em razão de contratações celebradas pelo Município de Guarujá’.

Válter Suman – Prefeito de Guarujá
Marcelo Nicolau – Secretário de Educação de Guarujá

 

 

 

 

 

 

A Investigação acontece desde o início do ano e começou quando o Ministério Público do Estado de São Paulo indicou que haviam indícios de irregularidades no contrato entre a Prefeitura de Guarujá e a Organização Social Pró-Vida, que é responsável por administrar a UPA da Rodoviária e 15 Unidades de Saúde de Família (Usafa). O caso foi encaminhado ao Ministério Público Federal e para a PF por envolver verba pública.

Outros Investigados que ainda não tiveram sua prisão decretada são:

Wellinton da Silva Pinto é colocado como ‘laranja’ no esquema. Desire Garcia foi a vendedora do imóvel no qual o Prefeito reside e que teria sido vendido pelo valor de 50% do valor de mercado e registrado em nome do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rogério Rudge Lima. Natalina Donizete é mãe do Atual Presidente da OS PRO VIDA e também apontada como ‘laranja’.

Natalina Donizete – Mãe do atual Presidente da OS PRO VIDA
Wellinton da Silva Pinto – Atual Presidente da OS PRO VIDA
Osmar Rodrigues Lima
Desire Garcia Hernandez – Vendedora de Imóvel ao Prefeito de Guarujá

 

 

 

 

 

 

 

A Prefeitura de Guarujá, por meio de nota, afirma que conheceu o teor das investigações apenas a partir de informações veiculadas pela imprensa, tomando conhecimento de que se trata de denúncia acerca da gestão dos contratos que o município manteve com a Organização Social (OS) Pró Vida, que, até março deste ano, geria 15 Unidades de Saúde da Família e a UPA Dr. Matheus Santamaria (UPA Rodoviária).

A prefeitura alega também que os contratos em questão sofreram intervenção municipal decretada pelo prefeito Válter Suman, baseada em suspeitas de irregularidades e má gestão por parte da OS, que iam desde o não pagamento de salários, verbas rescisórias e fornecedores até falhas nas prestações de contas e perigo de desassistência ao público.

 

Continue lendo

Artigos relacionados